sábado, 30 de agosto de 2008

Quero levar da vida
o cheiro de giz-de-cera
e provar pra essa gente
que com infância
só se brinca.

3 comentários:

Vera disse...

Me perdoe por não deixá-la brincar tanto! Pensei estar fazendo o melhor, tornando-a adulta precocemente...dei o meu melhor, achando assim...errei, mas era o que eu tinha de certo na época, pra vc.Mesmo assim, com todos os erros, tenho orgulho da minha produção!
Te amo filha!

Thálita M. Melo e personagens. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
deivid junio disse...

Primeiro amor

Pulei muros
Roubei amoras
Brinquei de amores
Com pinga-fogo
me queimei.

Mas hoje,
onde moras?

[... pois é, poeta, a infância é isso mesmo. e talvez depois pode ser isso também.]