quinta-feira, 12 de abril de 2012

Pour petite julie

julie é a menina que deitou os ovos no prato
juntou as cores pra guardar no bolso furado
julie é a menina que encurtou cabelo pra dentro
e aumentou de tamanho o rasgo do dente da frente

hoje ela dança balé mesmo sem saber voar sentada
as vezes distrai um sorriso calado, tímido
tem uma voz de algodão agridoce
e grita pra espantar a amargura dos espinafres da vida,
das rúculas angustiadas de tanto verde.

[julie é uma dessas crianças que nascem poetas e se distraem as vezes com betoneiras gigantes
mostrando pra gente a urgência das coisas em se tornarem brinquedos.]



Nenhum comentário: