sábado, 11 de agosto de 2007

A paisagem dança por fora.
A paisagem dança por fora de mim.
Eu danço sem paisagem de fora.
A paisagem passa.
A paisagem é cega e torta.
Envenena sem culpa.

A paz, A paz, A paz não serve agora.

Um comentário:

Diego disse...

Me lembra do caminho indo para pedra...srsrs.. mas muito massa o final...a paz, a paz, a paz não serve agora.... se cuida e continue bjos!